Da Gardunha ao Rio Zêzere

Ao percorrermos a estrada que nos leva ao rio Zêzere, o percurso faz-se entre o campo e a floresta de pinheiro bravo, passando pelas pequenas aldeias feitas de xisto e de seixos rolados do rio que conferem as casas uma arquitectura de beleza única. O rio que assegurou a existência das povoações fornecendo a água para a rega dos campos e para os moinhos. Para além disso, no seu leito e margens descobriram-se algumas palhetas de ouro que foram motivando trabalhos de mineração. O rio assume agora um importante papel como zona de lazer. É nas imediações da aldeia de Janeiro de Cima que se encontra o Geo monumento Meandros do Zêzere, integrado no Geopark Naturtejo.

Caminhe ao longo das margens do rio Zêzere, sinta a serenidade das suas águas, escute os sons que a floresta ecoa. Ao longo do caminho o cheiro a terra e a floresta acompanha-o até as aldeias de Souto da Casa, Castelejo, Açor, Lavacolhos, Silvares, Barroca, Bogas de Cima e Janeiro Cima são algumas das aldeias merecem uma visita demorada. Siga o serpentear do rio Zêzere percorrendo as rotas sinalizadas, nomeadamente a Grande Rota do Zêzere (GR33), o Caminho do Xisto da Barroca (PR1) e o Caminho do Xisto de Janeiro de Cima (PR2).

FAÇA POR SI


AUDIO GUIAS 

Descarregue aqui a aplicação IZI TRAVEL

COVID-19


RECOMENDAÇÕES



Contactos úteis


Posto de turismo do Fundão

Rua 5 de Outubro, n.º 11 A 
6230-338 Fundão
Telef : 275 779 040
Email: fundao@fundaoturismo.pt

 

Siga-nos


     

X

Right Click

No right click